Programa de Inovação: Direcionamento e Engajamento

Author picture

Compartilhar:

O atual cenário tem exigido novas posturas das empresas, a redução estrutural de custos, a necessidade de melhora nos processos e a busca por diversificação de receitas em novos mercados e segmentos tem deixado pouco espaço para a inovação corporativa em seu estado mais soft, onde os resultados, mesmo que existindo, são menos mensuráveis. Como todas as outras áreas das organizações, os times de inovação tem sido cobrados por resultados mais mensuráveis em menos tempo. E o Programa de Inovação corporativa pode ser uma alternativa que vale ressaltarmos para endereçarmos os desafios citados.

Digo que pode ser, pois é necessário realizarmos algumas adaptações pontuais em seus processos, para que o nosso atual contexto esteja contemplado e os direcionamentos sejam tratados sob o ponto de vista correto: direto ao ponto.

Um programa de inovação direto ao ponto carrega uma série de características e benefícios para o negócio, vale ressaltarmos alguns:

  • Permite Inovar sem deixar a operação do dia-a-dia de lado;
  • Gera engajamento e colaboração de toda a empresa para a transformação do negócio;
  • Evita a redução do ritmo da transformação que pode acontecer por conta do isolamento;
  • Evita desperdícios direcionando os esforços para pontos críticos do negócio.

Com mais de uma década realizando programas de inovação corporativa Brasil afora, entendemos que existem 4 blocos de ação para mitigar os riscos de um programa de inovação mal sucedido e ainda potencializar seus possíveis ganhos e desafios:

 

4 frentes de atuação do Programa de Inovação

 

  1. Engajamento (Cultura e Ambiente)

A avaliação do contexto da organização é fundamental para dar o tom e engajar a organização como um todo, o início do programa é fundamental para garantir que a liderança tenha consciência do esforço, e que as pessoas tenham conhecimento necessário para participarem do processo de forma efetiva. Nesta etapa inicial é importante o alinhamento de alguns pontos: visão da liderança com relação à inovação e ao seu modelo de gestão, Benchmarking, o modelo de reconhecimento do programa e as ações de comunicação para o programa.

 

  1. Direcionamento (Visão e Estratégia)

Aqui é importante identificar novos territórios de oportunidades, estabelecer estratégias para exploração dos desafios e direcionamentos dos esforços de inovação. O programa precisa estar intimamente conectado com a maneira de agir da empresa e também com sua estratégia para ter aderência em todos os níveis hierárquicos e ainda conseguir alavancar resultados.

É importante abordar nesta etapa pontos como os desafios atuais e os temas relevantes ao negócio que direcionam o tema do programa e a geração de ideias dos participantes, os modelos de governança do programa e o entendimento/desenho da estratégia de inovação da organização.

 

  1. Geração de oportunidades (Processo de Inovação)

Etapa para criar e fortalecer processos, utilizando metodologias para organizar as frentes de inovação e as iniciativas com formas sistemáticas de exploração de oportunidades e geração de ideias.

Fundamental ainda capacitar a equipe envolvida na execução do programa de inovação, treinando os envolvidos na execução do programa em competências de inovação. É um ponto essencial para que eles desenvolvam as capacidades necessárias para a boa condução do esforço e possam assumir o papel de facilitador e embaixador do processo. Por exemplo, é importante que um envolvido saiba instruir os participantes a como transformar suas ideias em conceitos e como prototipá-los. A realização de workshops como sprints de design, brainstorms e ideações e modelagem de novos negócios permitem a construção de um portfólio de ideias e projetos.

Alguns pontos que não podem faltar nos programas:

  • Desafio temático;
  • Seleção de participantes do primeiro ciclo e onboarding;
  • Comunicação e instruções das etapas: Exploração do desafio, Geração de ideias, Conceitos e Prototipagem;
  • Suporte metodológico aos participantes;
  • Curadoria e avaliação das ideias e protótipos;
  • Monitoramento de indicadores e relatório.

 

  1. Implementação (Execução)

Manter o ritmo é a chave para programas que geram resultados de maneira duradoura, garantir a sequência estruturada das iniciativas de projeto dentro da organização e consolidar os conceitos e metodologias nos times envolvidos são os objetivos desta etapa.

Para isso é importante o acompanhamento dos times e das iniciativas do programa, assim como o monitoramento do progresso e indicadores dos projetos e suporte tático na execução dos projetos.

Trabalho em equipe e Programa de Inovação

Temos por histórico, que quando bem direcionados e suportados de maneira séria e profissional, os programas de inovação podem trazer resultados transformadores para as organizações. Você pode construir internamente o programa, e se sente que precisa de ajuda existem fornecedores, como a Inventta, que podem auxiliá-lo a criar e executar programas de inovação com mais chances de êxito.

Em tempos onde os resultados tangíveis são cada vez mais necessários, os Programas de Inovação que vão direto ao ponto nevrálgico da organização devem servir como uma ótima alavanca.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

Para conhecer mais sobre a Inventta, nossos trabalhos e metodologias, entre em contato conosco.